小语种新东方网 > 小语种 > 葡萄牙语 > 葡萄牙语学习 > 阅读 > 文章正文

葡萄牙语每日新闻:11月26日

分享到:

2012-11-26 10:57  作者:  来源:Nations Unies  字号:T|T

  Vítimas de abusos físicos ou sexuais muitas vezes têm medo de denunciar o agressor; domingo é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra Mulheres.

  Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

  O Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra Mulheres é neste domingo, e as Nações Unidas destacam que sete em 10 mulheres são vítimas de abuso físico ou sexual em algum momento da vida.

  Já a Organização Mundial da Saúde, OMS, afirma que 30% das mulheres sofrem violência regularmente. A agência alerta para o risco que 2 milhões de garotas correm, por ano, de sofrer mutilação genital, considerada em muitas culturas um rito de passagem.

  Impunidade

  O Secretário-Geral da ONU divulgou uma mensagem, destacando que muitas vezes, os agressores ficam impunes, porque meninas e mulheres têm medo de fazer a denúncia.

  Para Ban Ki-moon, os sentimentos de medo e vergonha devem ser combatidos e os "criminosos são os que devem se sentir desonrados, não suas vítimas". Ban apelou aos governos para que cumpram as promessas de acabar com todas as formas de violência de gênero.

  Campanhas

  A campanha "UNiTE para o Fim da Violência contra Mulheres", lançada pelo Secretário-Geral, busca alcançar cinco objetivos até 2015, incluindo o reforço da coleta de dados sobre violência; maior conscientização pública e mobilização social e combate à violência sexual em conflitos.

  Nesta semana, a ONU Mulheres lançou a iniciativa "Commit", pedindo aos governos que se comprometam com a causa, destacando que 125 países tem leis que punem a violência doméstica. Mas 603 milhões de mulheres vivem em nações, onde esse tipo de abuso não é crime.

(编辑:何佩琦)

  更多内容请关注》》新东方网葡萄牙语频道
  我要报班 》》点击进入

    热点课讯

    精彩问答

    提问